quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Let it go

Pensando na vida, em suas idas e vindas, a gente vê muita coisa chegando, muita gente partindo. E isso dói. Dói, mas a gente não percebe. Acostuma-se a dor, que uma hora nem sente mais. O curioso, é quando essa dor, que nunca mais ouvimos falar, de repente, resolve aparecer. E isso é terrível. Rasga o peito, tira tudo que você tem de bom, faz um milkshake de neurônios, acaba com seu sistema nervoso e você entra em parafuso. Até que passa, e quando vai passando, vai aliviando. E, de repente, aquela dor se torna suportavel de novo. E você continua.



Vá, continue, não olhe pra trás, para os erros. Mas lembre: não esqueça de mim

sábado, 17 de julho de 2010

A year from that day

Faz exatamente um ano do dia que virou meu mundo de cabeça pra baixo. Olhei no mais profundo que pude nos olhos mais cativantes que já vi, e disse simples palavras que mudaram um rumo inteiro da vida de duas pessoas... Depois disso, viver foi fácil. Sorrir, chorar, enfrentar perdas, aparecer ganhos, crescer como seres humanos, por dentro e por fora e se renovando a cada dia. Amor. É mais simples do que parece. Não é aquele monstro de desenho animado, em que é preciso ter super poderes ou ser super inteligente pra saber como derrotar. Na verdade, é simples: não o enfrentei, só o trouxe pra mim. Juro que achei que ia ser difícil. Assumo, algumas horas foram, mas nunca foi impossível. E, em nenhum momento, pensei em desistir. Algumas intrigas, sim. Distância, infelizmente. Mas uma coisa não perdemos: nossa paixão. Nossa vontade de se ver, de se tocar, de se ter, de se amar. Só teu olhar me traz paz. Só teu sorriso ilumina meu dia. Só teu beijo faz meu corpo e alma arderem em um só num fogo tão forte que me dá vida! Sem isso, acho que não sou nada, ou muito pouco. Mesmo assim, não quero perder isso. Na verdade, acho que tenho mais medo de perder do que vontade de ter. Esse medo acaba comigo, me corroe. Mesmo assim, nunca me abalo. Me mantenho, me prontifico e te mostro o quanto te amo. Te deixo sentir o quanto já se tornou importante na minha vida, nessa curta vida que ainda tem muito pra ensinar a nós. Peço unicamente que não me deixe. Que me aceite. Que me queira como sempre quis. Me promete isso, e te farei a mulher não mais feliz, mas a mais completa possível. Te farei se sentir uma Mulher realmente amada, não só mais uma a quem desejam. Esse desejo vem unica e exclusivamente do homem que se entregou a 1 ano atrás por inteiro pra aquela que um dia vai ser a esposa de um homem de sucesso, ou algo parecido. Não tenho certeza se de sucesso, mas tenho certeza... de um homem feliz! Então, aqui, agora, te faço uma proposta simples, mas concreta: quer ser minha companheira de hoje em diante pro resto das nossas vidas? Sem pressa, vamos devagar, como sempre fomos. Mas quero que se comprometa, como me comprometo nesse momento a querer somente você, a me dedicar, a me esforçar. Mas não por mim, mas sim por você. Meu amor, você me deu vida de novo. Não ache que estou fazendo demais, só estou lhe retribuindo o favor. E esse favor, você sabe por quanto tempo vou lhe retribuir...

video
Srta. Vivian Zabot Rocha, me permite e me aceita como o único homem a te amar de todas as formas, até que a eternidade nos espere? Eu queria te dizer isso, mas não sei como... então... "fica comigo pra sempre" ou "casa comigo" seria muito clichê... me deixa te fazer feliz e te fazer sentir o que você quiser pelo resto do tempo que nos resta, e mais? O resto, só depende de você. Nunca me expus tanto por alguém, espero que não seja em vão. Você É a mulher da minha vida. Quero ser o homem da sua. Me permite? Eu te amo demais, e por quanto tempo você quiser, vou amar cada vez mais. E não é da boca pra fora, ou só em letras. Meus sentimentos te mostram tudo isso, mas não sei bem como colocar em palavras. Acho que o modo mais fácil seria... eu te amo.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

11 Hours...

Você sempre acha que tudo pode dar errado, como as sessões incansáveis de filmes ingleses que mostram efetivamente a lei de Murphy. Mas a gente pode contrariar as leis. Nos tornamos foras da lei, sim. Mas quem disse que pra se apaixonar tem lei? A gente se apaixona por alguém por fatos simples: pelo jeito de andar, pelo modo de olhar, pelo jeito de ser. Tem gente que primeiro olha o básico do básico, boca, bunda, braço, busto. E esquece sempre o principal. Eu sou uma dessas pessoas que não consegue se apaixonar facilmente, tanto que foi meio complicado me apaixonar por você, dona Vivian. Sim, é com você que eu tô falando. O modo que você agiu naquele primeiro dia, o jeito como você andava, com gestos e brincadeiras bobas, o modo como olhava pras coisas e me impressionando a cada vez que respirava. Me prendeu naquilo. Não sei mais me soltar. E hoje, me sinto a cada dia mais feliz por isso. Me sinto mais de peito aberto, mais livre, até mais ambicioso, mas minha ambição tem um abismo: você! Você é minha última conquista de amor. Você se torna cada dia mais um motivo pra viver. Todo mundo se pergunta pra que acordar, procurando um motivo pra isso. Tenho poucos, e o nosso amor, essa nossa história, essa nossa vida que está por vir, esse é um dos maiores motivos. Me preocupo sim com outras pessoas tentarem nos afetar, tenho ciúmes sim, as vezes até paranóico, mas é tudo por um motivo simples: eu te amo. E não importa o quão longe você esteja, ou quanto tempo eu esteja sem te ver, de hoje em diante, e sempre, você é minha metade correta, minha vida, meu anjo. Tenho uma lista gigante de motivos pra te amar, mas dessa vez só vou te dar 11: seu olhar, a forma que você me abraça, seu jeito de me irritar, seu jeito de andar com classe, seu jeito esquisito e egoísta de ser, seu egocentrismo que me faz rir, seu beijo, suas crises de "não estou bonita" em que eu tenho que te mostrar o quão linda você é, a sua perseverança (em alguns casos), suas crises de mau humor e a forma como você faz coisas simples se tornarem as coisas mais incríveis pros meus olhos.. Esse motivos me fazem a cada dia mais ser mais feliz, e te amar cada vez mais. Se me perguntarem o quanto você me faz bem, não vou saber responder: isso anda sempre em constante crescimento, eu nunca sei o valor correto.


Don't take it away from me because you don't know what it means to me 

Parabéns pra gente, meu anjo!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

What if...

Fico imaginando como teria acontecido senão tivesse feito certas coisas. Imaginando até o que aconteceria se outras pessoas não tivessem feito certas coisas. Se Newton não tivesse sentado debaixo daquela árvore e, por um acaso, descoberto a gravidade. Se Santos Dumont não tivesse pensado em descobrir o tempo aonde quer que ele estivesse, ou até que não não tivesse vontade de olhar os pássaros mais de perto. Se certas coisas não tivessem sido feitas, hoje em dia, certas coisas seriam um caos. Minha vida, por exemplo. Se eu não tivesse pedido desculpas sinceras por cada erro que cometi com cada um. Por cada conselho dado para alguém em necessidade. Por cada abraço dado para alguém que precisava de carinho. Por até coisas bobas que se tornaram algo bonito e romântico, como o simples fato de, no dia em que conheci minha namorada, ter olhado torto pra todos os caras que olhavam pra ela. E também, pelo fato de ter conquistado alguém por ser eu mesmo. Sempre faça algo que possa mudar alguém, nem que seja a coisa mais simples do mundo. Um beijo na testa, um abraço, ou até mesmo uma simples palavra. Pequenas coisas que podem mudar a vida de alguém para sempre, ou por pelo menos tempo suficiente pra essa pessoa enxergar o que ela perde se culpando. Viva, pule, grite, faça show, se necessário. Mesmo que seu vizinho grite reclamando porque você tá ouvindo música alto às 2 da manhã. Cante, faça o que der vontade, coma um pacote gigante de Ruffles! E, se possível, seja feliz. Largue um pouco o computador, leia um livro, vá ver a vida lá fora. Existe vida fora do monitor. E não se engane com amores virtuais ou de mentira, isso pode dar uma puta má impressão quando você for mais velho. E lembre-se, a melhor parte da vida é agora. Depois, só teremos a chance de lembrar do que fizemos porque tivemos vontade. Minhas vontades, já realizei. Agora, é meu momento de vontades mais simples, como ter minha casa, minhas coisas, meus amigos por perto, minha namorada comigo, dizendo que me ama e me fazendo feliz, coisa que ela faz bem (tá em 1° lugar me fazer bem, em disputa com isso tá o fato da facilidade que ela tem em me irritar). Viva! Sonhe!

Ah, e patriotismo não existe só em copa do mundo, okay?
Mesmo assim... BRASIL!!

Everytime i see your face, my heart takes off on  a high-speed chase. Now, don't be scare, i'ts only love that we're fallin' in


Vivian Zabot Meireles 

terça-feira, 15 de junho de 2010

What i want to be

É uma boa pergunta a ser feita: o que você quer ser? O que você deseja? Qual o seu sonho? Eu mesmo tenho vários. Tenho sonhos, planos, desejos. Quero ter uma vida tranquila. Quero ser feliz, mesmo que a felicidade esteja no momento mais simples, ou até mesmo num pequeno instante. Quero fazer o possível pro mundo ser um lugar melhor, ou pelo menos fazer o que eu puder fazer. Quero ter minha família unida, como sempre estamos, praquele domingo feliz, com risadas e brincadeiras. Quero fazer meus pais orgulhosos, e que eles possam dizer "meu filho é um homem de bem". Quero ter minha paz. Quero que minha tristeza passe num instante. Quero minha paz de espírito. Quero uma mulher que me faça tão feliz quanto eu a quero ver feliz. Quero uma pessoa fiel, sincera, e que diga o que sente, independente do momento. Quero meus amigos próximos, rindo e falando merda, comendo aquele Doritos gostoso de 200gr. Quero que meus filhos sejam felizes e que sejam crianças, não mini-adultos. Quero que minha namorada entenda que, mesmo descabelada, sem maquiagem e com maior cara de sono, vai ser sempre a mulher mais linda do mundo. Quero que ela entenda que vou me sentir inseguro, que vou sentir ciúmes das coisas mais ridículas, mas por um simples motivo: o fato de amá-la demais e ter medo de perdê-la. Quero pessoas conscientes de que suas crenças, suas cores e seus estilos de vida não fazem delas melhores que outras pessoas. Quero que as empresas aprendam a trabalhar com pessoas, e não números. Como dizem, "todos somos insubstituíveis". Quero que jovens respeitem os mais velhos com simples atos, como ceder lugares, ou ajudar com simples coisas. São simples coisas que quero, mas que me fazem querer mais. Não sou ambicioso por riqueza ou poder, minha ambição vai até minha paz e serenidade. Mas, a coisa que eu mais quero, é que você entenda que, mesmo você não querendo mais saber o que vai acontecer depois, e mesmo achando que nada mais vale a pena, pense: o que a gente leva dessa vida é a vida que se leva. Se você só faz coisas porque te dizem pra fazer, não vale mesmo a pena. Faça o que te faz feliz, o que te faz se sentir bem. Mesmo que seja ficar em casa num final de semana colado na cama lendo um livro, só porque tá frio. Assim como eu desejo ser feliz, todos desejam, a diferença é que eu fiz por onde, e hoje, posso encher o peito e dizer que amo alguém que também me ama, mesmo sendo um cara inseguro. Não tenho medo de dizer que amo, nem que sinto, porque me sinto bem me expressando. Seja feliz, mesmo que por alguns segundos. Isso pode valer a felicidade pro resto da sua vida.

When i'm hurt, when i'm break, you're my band-aid. Vivian Zabot Meireles 

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Boys Like Girls

Não sei por onde começo, mas histórias de amor geralmente tem finais felizes. As vezes, acho que toda história deveria começar pelo final, só pra gente saber o que acontece depois.  Durante, sempre acontecem problemas. Brigas, discussões sem motivo, até quase desistências de algo que, se trabalhado, vale muito a pena, ainda mais quando o amor acontece. Sabe, todo mundo acha que as pessoa pra serem um casal perfeito precisam ser exatamente iguais. Mas, se você parar pra pensar, a maioria dos casais perfeitos não tem nada a ver. Pior, as vezes até não gostam do que o outro é ou faz. Tipo comigo. É como o filme, “10 Coisas Que eu Odeio Em Você”. Os relacionamentos são assim, fato. Você pode odiar o que a pessoa faz, como ela age, o jeito que ela anda, ou até a forma que ela escuta alguém falar. Mesmo assim, o amor, quando é verdadeiro, acontece algo inesperado. Inesperado mesmo, do tipo “achamos Bin Laden!”. Não acontece por acaso, é coisa de sentir, não querer. A pessoa nunca escolhe por quem vai se apaixonar. Ninguém acerta de primeira (claro, tem suas exceções, ou deveria dizer sorte). A gente se apaixona pela pessoa errada, algumas vezes. Mas quando é a pessoa certa, você não tem medo de nada. Você... muda! Volta a ser uma pessoa boa, com intenções boas, porque você QUER mudar. E não importa se mora a 100 metros, ou 100Km de distância, você vai até a pessoa amada. Com presentes, com rosas, com compromissos a serem feitos, até mesmo com um doce, mas que seja algo que você sabe que vai agradar a quem você ama. E o melhor: saber, sentir e ouvir que essa pessoa também te ama... é mágica. É algo que você nunca espera, e sempre acontece em momentos que você nunca imaginaria. Num encontro, dentro do cinema, sentados na grama, enquanto se olham sem dizer nada, só por se olharem mesmo. Quando se amam de formas diferentes, as vezes até formas que certas pessoas banalizam. E tem gente que ainda acredita que sexo faz mau pro relacionamento, que pureza traz felicidade. Quer algo mais puro e bonito que sexo com amor? E melhor, sexo com amor e criatividade.Dentro de 4 paredes, se o casal estiver de acordo, qualquer coisa que vier dalí, é bom pra eles. É algo que traz luz pra eles. E, se algum dia, alguém te disse que um homem ou uma mulher só são homens de verdade quando o prazer que eles desejam se encontra em alguém que eles não amam, ou que mentir é normal, essa pessoa (ou coisa, melhor colocado) só quer o que você tem. Te inveja. Pois você é amado, e também ama. Eu acho que essa seria uma das pouquíssimas regras do amor: quem ama confia. Ou até “quem ama, não mente (ou não trai)”. Traição não é um assunto a ser tratado, é algo a ser descartado. É uma das maiores falhas de caráter que alguém pode ter.

                Pras meninas: Eu apenas queria que vocês soubessem que a alegria custa pouco. E que, cedo ou tarde, não importa a distância, um dia, você terá aquela pessoa que vai te dizer “eu te amo”. Mesmo com você acabando de acordar, descabelada, com a boca de vala. Essa pessoa vai te trazer aquele beijo carinhoso de manhã, com mais ânimo do que você pode imaginar.
Pros meninos: Entendam que sentimentos são realmente reais, e que, se algum dia, alguém te amar tanto quanto você puder amar alguém, não minta, não fuja, não esconda. Meninas adoram caras que tem sentimentos. E até gostam dos que são caretas. Elas só querem alguém que as ame (e que provem isso!).
Escrito para meu anjo e eterno amor, Srta. Vivian Zabot Meireles.

terça-feira, 1 de junho de 2010

A Day Out

Domingo, como sempre faço, durmo até tarde, jogo um pouco de futebol com os amigos do meu irmão quando acordo, volto pra casa, tomo meu café (como qualquer merda que tiver na frente), me arrumo e vou pra Bangu me encontrar com a minha namorada. Esse domingo num foi bem assim. Acordei as 4 da manhã, não consegui dormir mais, liguei o computador às 7:30 da manhã, fui jogar bola (salvou), mas machuquei a porra do pé (sempre o direito, fato). E, quando deu umas 10:30, 10:40, minha namorada me liga pedindo pra eu ir pra casa dela, ao invés do shopping que a gente tinha marcado. Explicação: ela não tava conseguindo mexer um dos lados do rosto. Fiquei nervoso na hora, saí correndo pra casa, até esqueci que a porra do pé tava doendo. Cheguei em casa, me arrumei batido, fui pegar o ônibus (nota: peguei o errado de tão nervoso que tava, tive que descer em madureira pra pegar o certo). Cheguei lá, ela não atendeu, foi meu cunhado (foi broxante, ele me aparece na varanda e grita "gostoso"). Quando subo, todo mundo sério, parecia que alguém tinha morrido. Varei pra sala, quando chego lá, ela tava MESMO com metade do rosto parado, mexia muito pouco. Mas... sabe... eu não conseguia vê-la daquele jeito. Era só... ela. Num fazia diferença se ela tava com a cara meio torta, ou se tava com a cara toda parada. Era ela, qual a diferença? Ninguém até agora entendeu quando eu disse isso. Se conseguir entender, me explique, porque eu ainda não entendi. Sou só eu, ou eu já amo essa garota demais pra vê-la diferente?

"Sempre quis alguém pra amar, mas sempre me esquecia de ter alguém que me amasse. Mas, olha que interessante: você apareceu, e eu consegui as duas coisas. Parece filme, né? Será que se eu disesse fica comigo pra sempre, você responderia "sim", igualzinho nesses filmes?"

Lost and insecure, you found me <3